Serviços Velozes e Preços Furiosos

Quando a gente fala de navegar em banda larga, é como falar sobre câmeras digitais: estamos satisfeitos com nossos 10 mpixels, mesmo sabendo que existe a mais nova com 16 mpixels (falando de pequenos formatos).

Para quê uma banda larga de 8 Mbps?

A GVT, que atua em telefonia de alguns estados do país, está oferecendo o Turbonet MEGA MAXX, banda larga com velocidade de até 20 Mbps. Um exagero? Realmente, tem que assisitir a muitos vídeos para compensar os R$ 500 mensais (valor em Curitiba).

Mas não se engane que esse serviço não tenha utilidade para seu negócio com fotografia. O relacionamento entre fotógrafos e clientes muda; muda também o do fotógrafo e sua produção. As soluções oferecidas para o mercado, se é que você ainda não reparou, envolvem soluções web. Não ocorre apenas na fotografia e vai além de se postar uma foto no blog à partir do seu celular (embora, para mim, isso já seja impressionante).

Uma empresa chamada SugarSync oferece isso. Aliás, oferece bem mais: o serviço sincroniza o seu computador de casa com o do trabalho, não importa a plataforma (Mac ou PC). Para isso, você indica ou cria as pastas que devem ser sincronizadas. Enquanto você estiver online, as pastas vão sendo atualizadas em tempo real. Isso quer dizer que se você estiver escrevendo um texto no seu laptop, na praia, em um arquivo dentro de uma pasta sincronizada, quando você salvar o doc, ele já mudou no desktop de sua casa, no Sumaré.

Aplicado à fotografia, se você quiser sincronizar pastas ou até mesmo seu arquivo inteiro, você pode. E se quiser ver tudo isso remotamente, de outro computador, o SugarSync lhe dá um endereço onde você tem acesso a todo o material na internet. De lá você pode compartilhar pastas (como se faz no GoogleDocs) e álbuns de fotografia inteiros, com direito a download de fotos em alta. Um ótimo backup.

Quem é mais ligado já sacou que isso é um FTP sofisticado, com interface e programação. E essa é toda a diferença. Uma solução web, como é o DigitalRailRoad para bancos de imagens. Tecnologicamente tem a diferença de, até onde eu sei, o DRR não poder ser gerenciado pelo seu celular. No SugarSync, longe de casa ou do escritório, você manda uma foto para seu cliente.

É claro que vai depender da sua empresa de telefonia móvel. Para sincronizar pastas de fotos no SugarSync você também vai precisar de uma boa velocidade. Planos de 1 Mbps – com baixas velociadade de upload – não dão conta. De 2 Mbps, também não. Para se ter uma idéia, 100 Mb de fotos, com uploads a 280 Kbps, serão mais de 6 horas de tráfego. Vale a pena editar.

Em São Paulo não tem GVT. Mas, se tivesse, como é que se repassa o custo de 20Mbps? Bem, isso já tem que ser em outros posts.

Tags: , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: