Germano Lüders, Editor da Exame

Fosse obrigatória a função de editor de Fotografia em todas as revistas que vão às bancas, haveria, como no agrobusiness, falta de mão-de-obra especializada. Talvez fosse impossível atender tal demanda.

Ao contrário, essa função está minguando nas redações de revistas, mesmo nas semanais. Na Abril, a maior editora do país, temos Raul Júnior (Você SA), Marco De Bari (4 Rodas) e Noris Martinelli (que é editora visual da Cláudia), numa lembrança rápida que um quarto editor faz.

Germano Lüdders, da quinzenal Exame e suas afiliadas, já trabalhou com três diretores de redação diferentes durante os 8 anos em que está nesta função. Antes havia passado pela 4 Rodas e por um estúdio, que lhe deu a base para seu trabalho na revista que, segundo ele, é retratar o mundo corporativo, onde “o importante é a pauta e não a pessoa”.

Não vai aí nenhuma deferência a retratos e personalidades – a Exame também vive disso. Significa que o importante é contextualizar, ambientar e utilizar elementos na imagem para dar informações relevantes ao leitor. “É preciso contar uma história com a foto. Quando a foto é de uma pessoa, um personagem, é isso que o humaniza, o coloca dentro de seu universo. É nosso trabalho jornalístico”, diz Germano.


Enquadrar. Essa é a dica de como ele faz suas apostas em fotógrafos iniciantes que pedem seus primeiros trabalhos. Se o novato enquadra bem os assuntos, pode ter sua chance. “Isso é o que eu mais vejo. Se ele não usa bem a luz artificial, acho que poderá aprender porque é uma técnica. Enquadrar bem é um talento”.

Luz artificial, aliás, é importante no trabalho para a revista, porque a foto tem que ser produzida e parecer que foi produzida. Um bom set de luz faz isso. Ele usa tochas Lumedyne e flashes Nikon – comandados por um radio flash – para dar volume e profundidade. “Sempre observo a luz natural e tento reproduzir reflexos e luzes que já tenha visto. Normalmente jogo uma luz principal suave e vou desenhando os planos com outros flashes”.

A princípio, Germano sequer pergunta qual é o equipamento que o fotógrafo usa. Se a luz é importante, ele diz o que é fundamental: “Eu preciso saber é se ele(a) sabe lidar com gente e ter um resultado bom em um curto espaço de tempo. Nosso trabalho é todo feito disso”.

Tags: ,

3 Respostas to “Germano Lüders, Editor da Exame”

  1. Rogério Felício Says:

    Adorei o texto….. vou ler o restante do blog.
    Adorei!!!

  2. Claudio Pepper Says:

    Caro Germano, inevitavelmente observo atentamente as imagens de revistas. Sobretudo na exame e na pme, onde há muito material realizado/produzido especialmente para compor as matérias – e não apenas para ilustrá-las, como equivocadamente se faz com certa frequência. E tem sido cada vez mais fácil saber que a foto é sua, pela excelente e criativa iluminação que você prepara nas fotos.
    E, sendo assim, eu gostaria de saber se vc já tem alguma publicação impressa ou na web com os esquemas de iluminação que vc adota. Caso não tenha, agradeço se me recomendar alguma literatura adequada.
    Te agradeço, desde já
    Claudio Pepper

  3. Douglas Luccena Says:

    Suas imagens são perfeitas, não havia tido a oportunidade de conhecer seu trabalho e em uma breve olhada na especial da Exame sobre as melhores, eu depois de analizar a iluminação e uma foto sobre aço indentifiquei todas as suas outrras que se destacam pela qualidade ,enquadramento e interação com o personagem, busco insesantemente isso em minhas imagens, adorei seu trabalho e apartir de hoje sou seu fã e seguidor, grande abraço

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: